Dicas de Hotelaria

Guia do Marketing Sensorial de hotéis [PARTE 5 – TATO]

0
O marketing sensorial para hotel é uma importante estratégia de vendas.

O Guia do Marketing Sensorial de hotéis chegou na última parte e, dessa vez, vamos explicar como trabalhar o tato com seus hóspedes!

O toque pode provocar inúmeros sentimentos em uma pessoa. A nossa pele possui mais de 4 milhões de sensores e esses podem ser ativados através de peso, texturas, temperatura de objetos, tipos de material, entre outros.

Você pode trabalhar esses sensores para conquistar mais hóspedes e melhorar a experiência dos seus clientes. Ter atenção com cada detalhe do seu espaço é importante e nós vamos deixar algumas dicas que ajudarão você neste processo. Dá uma olhada no post abaixo.

Não menospreze o poder dos tecidos

Já imaginou que, depois de um dia corrido e cansativo, tudo o que seu hóspede mais quer é tomar um banho e secar-se em uma toalha com tecido fofinho e deitar em uma cama com lençol suave e confortável?

Na hora de comprar o material de cama e banho para o seu espaço, não menospreze o poder dos tecidos. Eles são importantes para o marketing sensorial hoteleiro.

Por mais que exija um maior investimento de início, apostar em tecidos de qualidade faz com que o seu cliente perceba também um serviço de qualidade em seu hotel e utilize isso como referência para as próximas viagens e indicações para amigos.

Não pense apenas nos quartos

Além das roupas de cama e banho, também pense na qualidade do sofá do lobby, das poltronas do restaurante, das cadeiras na piscina, etc.

Todos os espaços devem ser pensados de forma que o toque na pele do cliente traga uma sensação maior de conforto.

Um exemplo são as bancadas, evite materiais que arranham ou que sejam pontiagudos, que possam gerar pequenos acidentes.

Pense além do toque para o Marketing Sensorial de hotéis

Quando falamos em trabalhar o tato devemos pensar além do toque. Um exemplo disso é a temperatura dos ambientes. A ventilação do seu hotel está agradável para seus clientes? Lembre-se que lugares muito abafados ou muito quentes podem causar irritabilidade.

Observe os produtos que utiliza na limpeza do ambiente. Dê preferência aos neutros, e antialérgicos, evitando que o contato com colchas, toalhas, bancadas e pisos possa causar alguma irritação na pele do seu hóspede.

Descubra mais do Guia do Marketing Sensorial de hotéis

Esta foi a última parte do nosso Guia do Marketing Sensorial. Nos outros conteúdos abordamos como é possível trabalhar cada sentido do seu hóspede, utilizando estratégias simples, mas eficientes.

Mostramos como o aroma, os sons, o gosto e as cores podem influenciar nas suas vendas e na boa experiência dos seus clientes durante a hospedagem.

Aproveite a confira os outros conteúdos e comece a trabalhar hoje mesmo todos os sentidos em seu espaço!

Gostou das dicas do Guia do Marketing Sensorial de hotéis? Veja mais conteúdos em nosso blog!

O que é Revenue Management e como aplicar a técnica?

Previous article

3 dicas para recuperar clientes perdidos na hotelaria

Next article